sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Feliz Natal e Um Maravilhoso 2017

Clique no link e veja nosso cartão no site - ligue o som - Jingle Bells Rock > http://antoniotadeu.comunidades.net/feliz-natal-e-um-maravilhoso-2017

A noite de natal Sempre me surpreendo com a noite de Natal. Pedindo licença poética ao meu amigo físico, há muito tempo ouço dizer que o céu que enxergamos hoje é o céu de muitos e muitos anos atrás. Pergunto-me, então, ano após ano: ao olhar o céu hoje, seria possível sentir o mesmo silêncio e paz que abençoaram aquela noite em que o fato mais extraordinário da história humana aconteceu?
Quando vejo o céu da noite de Natal, fico a imaginar a estrela iluminando um pequeno ponto perdido nos cantões da Judeia: Belém e seu estábulo, onde descansava na manjedoura o pequeno Menino.  Torno, então, a perguntar-me: que Deus é esse que se submete à humanidade? Torno a pensar: se eu fosse Deus, deixaria o ilimitado da minha divindade para assumir a limitação da humanidade?  Não, certamente que não...
Deus – que de tão onipresente parece-me espalhado por todo o universo – formata-se, enforma-se, dentro de um corpo humano, aceitando não só suas limitações de tempo, espaço e movimento, mas também suas limitações de alma. Sim, o Menino tinha uma alma...
Sabemos que não era uma alma comum, pois que era toda habitada pelo Espírito. Alma não tocada pelo pecado, alma que livre e constantemente passeava no caminho entre a limitação humana e a misericórdia de Deus-Pai.
A palavra divina – o Verbo que tudo criou, como nos diz João – tomou a forma humana e habitou entre nós. Aceitou experimentar nossas mazelas e a gozar nossas pequenas glórias... Veio ser homem, para do meio da humanidade, nos salvar.
Torno a olhar o céu na noite Santa: há muito anos um Menino nasceu. Seus pais O fizeram crescer em estatura, sabedoria e graça... Constituiu-se, pois, no Homem que mudaria definitivamente nossa história.
Volto a olhar o céu... se é o mesmo, não é impossível acreditar que hoje possa ser novamente Natal e que Deus venha habitar entre nós.
Feliz Natal!


domingo, 30 de outubro de 2016

Parabéns Mestre Mário "Jequibau" Albanese

O Spazio Cultural, o Agita São Paulo e o "PROS" parabenizam nosso querido Mister Mário Jequibau Albanese pelas 85 primaveras!
 Parabéns Mestre! 
 
 
 
No dia das bruxas, 31 de outubro nasceu Mário Albanese, paulistano e músico por definição e berço, um ser humano ligado às forças da vida e da natureza. Prevalece ainda a crença que os nascidos no dia das bruxas têm um poder especial para intuir, entender e controlar as mais complicadas situações. Mestre dos sons, da harmonia e da melodia Mário Albanese incursionou por diversos gêneros consubstanciando um repertório denso e variado, que culminou com a criação do jequibau, um ritmo quinário único criado em parceria com Ciro Pereira, o 5/4 brasileiro! 

Dono de uma personalidade múltipla, ansiosa e guerreira, Mário Albanese projeta uma unidade de vida rica e polimorfa. Seu conceito de vida se expressa na frase que utiliza em toda a sua correspondência e artigos, o pensamento cria, o desejo atrai e a fé no trabalho realiza! Intelectual lúcido e de maturidade serena, vive procurando o ideal de acertar e isso se reflete quando utiliza a fé com sentido transcendente e não extremado.

A importância do compositor, seja erudito ou popular, mede-se pela sua criatividade inovadora.

 
 
Nascido paulistano Mário Albanese desenvolve atividade diversificada como advogado, professor, jornalista, comunicador e ambientalista, que personifica, com energia e muita sensibilidade, o dinamismo de São Paulo.

 

A família Jequibau, seus amigos e admiradores, lhe desejam muitas felicidades e muitos anos de vida. Parabéns!

 

segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Existe futuro para os Partidos Políticos no Brasil?

Nos dias de hoje, a legislação eleitoral brasileira e a Constituição, promulgada em 1988, permitem a existência de várias agremiações políticas no Brasil. Com o fim da ditadura militar (1964-1985), vários partidos políticos foram criados e outros, que estavam na clandestinidade voltaram a funcionar.

Na época do Regime Militar, a Lei Falcão estabeleceu a existência de apenas duas legendas: ARENA ( Aliança Renovadora Nacional ) e o MDB (Movimento Democrático Brasileiro ). Enquanto a ARENA reunia os políticos favoráveis ao regime militar, o MDB reunia a oposição, embora controlada. Felizmente, esse sistema bipartidário não existe mais e desde o início da década de 1980, nosso país voltou ao sistema democrático com a existência de vários partidos políticos.
Atualmente existem 30 partidos políticos registrados no TSE (Tribunal Superior Eleitoral).
 
 
A democracia e os partidos políticos dominam a opinião pública em todo o mundo.
Em Portugal, foi recentemente publicado um estudo da Universidade Católica sobre as questões da qualidade da democracia  e dos partidos políticos na perspectiva dos cidadãos, cuja importância deve ser assinalada.
Segundo os dados nele divulgados, cerca de 51% dos portugueses mostram-se insatisfeitos com a sua democracia e seus partidos e apenas cerca de 11% consideram positivo o seu funcionamento.
 
E no Brasil, você está satisfeito? E qual o futuro dos Partidos Políticos por aqui?
Nós temos um número bastante grande de agremiações partidárias no Brasil e elas tendem a aumentar profundamente nas eleições majoritárias de 2018.
Dá para imaginar que na próxima década haverá um ajuste significativo na quantidade de partidos no Brasil.
Veja o que aconteceu, agora, em 2016 nas eleições para prefeitos e vereadores, tomando como base o nosso Estado de São Paulo.
Inúmeros partidos recém formados, já fizeram vereadores nas principais cidades do estado. Vamos excluir a cidade de São Paulo, a capital do estado. Tomemos como referência, uma dúzis das maiores cidades interioranas e percebam como partidos enormes como o PT perderam espaço, evidentemente pelo caos político que provocaram, pela corrupção, pela falta de crescimento do país, pelo desemprego, etc.
Também pelo enfraquecimento de partidos antigos como o PV, com mais de 30 anos de existência e perdendo representatividade, agora no cenário estadual.
O Partido Verde fez somente um único vereador na cidade de Osasco, enquanto jovens partidos com menos de quatro anos de existência se multplicaram pelas Câmaras Municipais do estado, sem contarmos as pifias concorrências pela prefeituras.
 
Portanto, o futuro dos Partidos Políticos no Brasil se dará de forma Darwiniana, ou seja, "A teoria da seleção natural", Segundo Darwin, os organismos mais bem adaptados ao meio têm maiores chances de sobrevivência do que os menos adaptados, deixando um número maior de descendentes. Os organismos mais bem adaptados são, portanto, selecionados para aquele ambiente.
 
E com os Partidos Políticos acontecerá o mesmo. Os jovens que se adapterm crescerão. Os antigos com ideais ultrapassados desaparecerão e o meio político partidário se adaptará...
Simples assim...
 
 
 
 
 
 

sexta-feira, 11 de março de 2016

Apelo da Aliança Internacional Brasil-Marrocos

Marrocos ataca Ban Ki-moon pela visita ao Saara Ocidental

O dirigente da ONU é acusado de se ter "desviado da neutralidade, objetividade e imparcialidade"

O governo de Marrocos atacou no dia nove (09) de março de 2016 duramente o secretário geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, pela visita ao Saara Ocidental e pelas considerações que fez.

O dirigente da ONU é acusado de se ter "desviado da neutralidade, objetividade e imparcialidade". 

Em comunicado do Ministério dos negócios Estrangeiros Mrroquino, emitido durante a noite, o governo do reino norte-africano protestou pelas afirmações de Ban Ki-moon sobre o Saara Ocidental, que considerou "politicamente inapropriadas nos anais do Conselho de Segurança", em particular por ter classificado como "ocupação" a presença de Marrocos no território sarauí. 

Nossa opinião - "O secretário Ban Ki-moon foi infeliz ao deixar para trás":

1- A Convenção ONU 
2- As Resoluções do Conselho de Segurança ,
3- A proposta de Reino De marrocos ( Autonomia da Região Sul )
4- A Realidade... 

Com esta Atitude ele alimentou a anti atitude de integridade territorial sob a liderança do regime argelino. 
"Esta é uma solicitação a todos os  Amigos do Reino Marroquino no Brasil para apoiarmos a Posição da Nossa Pátria Natal nesta Causa". 

Eu, Antonio Tadeu, do Spazio Cultural e candidato à vereança da Cidade de São Paulo pelo Partido Verde apoio irrestritamente esta causa.








sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Parabéns Mestre Mário "Jequibau" Albanese

O Spazio Cultural parabeniza 0 nosso querido Mister Mário Jequibau Albanese pelas 84 primaveras!    

Parabéns Mestre!  


No dia das bruxas, 31 de outubro nasceu Mário Albanese, paulistano e músico por definição e berço, um ser humano ligado às forças da vida e da natureza. Prevalece ainda a crença que os nascidos no dia das bruxas têm um poder especial para intuir, entender e controlar as mais complicadas situações. Mestre dos sons, da harmonia e da melodia Mário Albanese incursionou por diversos gêneros consubstanciando um repertório denso e variado, que culminou com a criação do jequibau, um ritmo quinário único criado em parceria com Ciro Pereira, o 5/4 brasileiro! 

Dono de uma personalidade múltipla, ansiosa e guerreira, Mário Albanese projeta uma unidade de vida rica e polimorfa. Seu conceito de vida se expressa na frase que utiliza em toda a sua correspondência e artigos, o pensamento cria, o desejo atrai e a fé no trabalho realiza! Intelectual lúcido e de maturidade serena, vive procurando o ideal de acertar e isso se reflete quando utiliza a fé com sentido transcendente e não extremado.

A importância do compositor, seja erudito ou popular, mede-se pela sua criatividade inovadora.

Nascido paulistano Mário Albanese desenvolve atividade diversificada como advogado, professor, jornalista, comunicador e ambientalista, que personifica, com energia e muita sensibilidade, o dinamismo de São Paulo.
Tonia Azevedo - Sílvio Natacci - Gisela Fleitlich - Mário Albanese e João Tomás do Amaral  festejando  os 84 anos do autor do Jequibau. (31.10.2015).
Observe-se que até a foto está condizente com o ritmo  quinário: 5 integrantes 

A família Jequibau, seus amigos e admiradores, lhe desejam muitas felicidades e muitos anos de vida. Parabéns!




quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Mas você sabe como surgiu o Dia do Professor?

Nós do Spazio Cultural parabenizamos todos os professores do Brasil!
Em particular, minha esposa, artista plástica Cleide de Angelis, do Spazio Cultural e meu grande amigo, meu mestre, mentor  das ações do Spazio, professor, maestro, advogado Mário Jequibau Albanese.


Olá companheiros de ideias e ideais, parafraseando nosso querido Professor Doutor Mário Albanese,
nós do Spazio Cultural e da Nova Ordem Social parabenizamos todos os professores do Brasil, em especial, nosso querido Mestre e Mentor Maestro Albanese e nossa querida Artista Plástica, Professora da História da Arte e Coordenadora do "ESPAÇO MULHER" Cleide de Angelis por este DIA tão importante.
Parabéns aos Professores do Brasil!!!

Os professores merecem salários mais justos, pois lidam com a educação de um país  
O Dia do Professor é comemorado em diversos países em diferentes datas, no Brasil no dia 15 de outubro, primeiramente em 1827 esse dia era consagrado à educadora Santa Teresa de Ávila (uma mulher religiosa e escritora espanhola, ficou famosa pela reforma que realizou na Ordem das Carmelitas e pelas suas obras místicas). 

Neste ano D. Pedro I, Imperador do Brasil baixou um Decreto Imperial, o qual criava o Ensino Elementar no Brasil, em que todas as cidades, vilas e lugarejos deveriam ter suas escolas de primeiras letras. 

De acordo com esse decreto deveria haver a descentralização do ensino, falava do salário dos professores, as matérias básicas que os alunos deveriam aprender e a maneira como os professores deveriam ser contratados, ideias revolucionárias para a época que teriam sido ótimas se aplicadas, no entanto, infelizmente não foram cumpridas. 


E somente 120 anos após o decreto, em 1947 ocorreu a primeira comemoração do Dia do Professor. 


Isso ocorreu pela ação de quatro professores de São Paulo que tiveram a ideia de organizar um dia de parada para se evitar a estafa, sendo que na época havia apenas 10 dias de férias no segundo semestre. 


Teve destaque o professor Salomão Becker, que foi quem sugeriu que o encontro se desse no dia 15 de outubro, pois nessa data já ocorria em Piracicaba uma pequena confraternização que reunia professores e alunos, mas com esta comemoração até os pais participaram. E Becker discursou, ficando famoso pela frase  "Professor é profissão. Educador é missão". 

E assim a celebração se tornou um sucesso, sendo realizada nos anos seguintes e finalmente oficializada como feriado escolar através do Decreto Federal 52.682 de 14 de outubro de 1963.


Esse decreto dizia: "Para comemorar condignamente o Dia do Professor, os estabelecimentos de ensino farão promover solenidades, em que se enalteça a função do mestre na sociedade moderna, fazendo participar os alunos e as famílias". Infelizmente não é o que vemos hoje, e como a maioria dos feriados é apenas lembrado como mais um dia de folga do trabalho e escola.  



quinta-feira, 13 de agosto de 2015

13 de agosto é o "DIA DO JEQUIBAU" - VAMOS COMEMORAR!!!!

O Jequibau está vivíssimo!!! Esta maravilha  foi criada pelos nossos queridos compositores e maestros Mário Albanese e Cyro Perreira e foi lançado oficialmente no dia 13 de agosto de 1965. Vem aí um evento com projeção mundial causando uma grande expectativa: "Gamboa, No Balanço do Jequibau" com nossos mestres Mário Albanese e Robson Miguel. Este evento contará com a participação de grandes artistas brasileiros e será produzido um Blu Ray que terá lançamento mundial.

O que é jequibau?
Avião ou estrela cadente?
Terra, pífano, galo, gaiola ou um parque sem gente?
Água de beber, bicho de morder ou pio de pinto sem pena?
Flor de açucena?
Um rochedo, floresta ou tronco de ipê?
Nome de gato, gata ou topada no meio da escuridão?

Sol ou apelido oculto do cangaceiro lampião?
Não sei; não sabes, não?
Pois, pois.
Nome de menino ou canção de ninar?
Talvez um anjo torto perdido no oco do céu.
Ou um quadro de Dalí.
Ou um vaso da China, um verso sem rima.
Talvez...
O que é jequibau?
Um romance inacabado ou um disco quebrado?
O apelido da lua cheia ou o coaxar de um sapo de olho no brejo.
Um vulcão ativo, quem sabe?
Um grito de guerra, um psiu acanhado.
Uma baleia presa num arpão.
Um operário escravo do patrão.
Ou um tigre findo num alçapão?
Um boi, um bode, um bonde, um bumbo.
Ou o boto de sinhá!
Não sabes?
Eu sei o nome de quem o inventou: Mário Albanese, um paulistano da safra 31.
Eu o conheci no século passado, há mais de duas décadas.
Não sei se na Pensão Jundiaí da Mariazinha.
Virou amigo, desses que a gente ganha e não quer perder.
Mário estava ontem na pensão da Mariazinha, tocando teclado, tocando jequibau.
Jequibau é um estilo musical criado por Mário e Ciro Pereira.
Certa vez, num folheto, escreveu o poeta popular Téo Macedo, em sextilhas:


Jequibau é jequibau
Diferente marcação
Cinco tempos por inteiro
Contrariando a tradição
Um compasso brasileiro
Nova forma de expressão

Jequibau é jequibau
A palavra é singular
Não existe em dicionário
Não adianta procurar
E depois de tantos fatos
É hora de registrar...


No ritmo jequibau gravaram Hermeto Pascoal, Jair Rodrigues, Altemar Dutra e Moacir Franco, entre centenas de outros artistas brasileiros. No campo internacional, destaque das gravações para Andy Willians, Charlie Byrd, Sadao Watanabe e Rita Reys.
Mário Albanese, nunca é demais dizer: é uma glória nossa absolutamente necessária de se rever, de se redescobrir e aplaudir.
Flores em vida.


PS - Na foto aparecem Mário, Andrea Lago o autor destas linhas inventando de cantar.